Onça-parda é filmada pela primeira vez em reserva em Petrópolis (RJ)

Foto: Rebio

A redução no fluxo de pessoas nas redondezas da reserva, causada pela quarentena, pode explicar a presença do animal no local.

Uma onça-parda foi filmada pela primeira vez na Reserva Biológica Estadual de Araras (Rebio), localizada na cidade de Petrópolis, na Região Serrana do Rio de Janeiro.

Segundo maior felino do Brasil, a onça-parda fica atrás somente da onça-pintada. O animal, que está ameaçado de extinção por conta do desmatamento, foi visto no dia 9 de abril.

Desde 2018, os animais que vivem na reserva são monitorados por armadilhas fotográficas. E foi uma delas que registrou a presença da onça. Pacas e cachorros do mato também estão entre as diversas espécies já registradas pelas câmeras.

Na opinião da administração da Rebio, a redução no fluxo de pessoas nas redondezas da reserva e dentro dos limites da unidade de conservação, por conta da quarentena, podem explicar a aparição da onça-parda.

“Apesar da Rebio Araras ser uma Unidade consolidada, este registro é importantíssimo, pois é um indicativo de que o ecossistema está equilibrado. Além disso, acreditamos que este registro só foi possível devido à quarentena, pois é sabido que a redução das atividades humanas no interior e nos limites das Unidades contribui para o aparecimento de animais silvestres”, disse ao G1 Isabela Bernardes, chefe da Rebio Araras.

A reserva, que é administrada pelo Instituto Estadual do Ambiente (Inea), tem 3.862 hectares de Mata Atlântica, abrangendo partes dos municípios de Petrópolis e de Miguel Pereira. O local protege espécies raras, vulneráveis, endêmicas e ameaçadas de extinção.

Importante para os ecossistemas da região, a reserva garante segurança hídrica, porque preserva aproximadamente 110 nascentes e 110 km de extensão de cursos hídricos. O local também conecta duas unidades federais da Região Serrana – a Reserva Biológica do Tinguá e a Zona de Vida Silvestre da Área de Proteção Ambiental (APA) Petrópolis – no âmbito do Mosaico Central Fluminense.

Na Rebio, são permitidas apenas visitas educacionais e a promoção de pesquisas científicas, todas realizadas mediante autorização prévia.

Fonte: www.anda.jor

COMPARTILHE
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on telegram
Telegram
Share on email
Email
COMENTÁRIOS

Seu e-mail não será publicado. Os comentários abaixo não representam a opinião do site Planet Vet. As mensagens são de responsabilidade de seus autores. Caso encontre algo errado faça uma denúncia através do formulário de contato.

PUBLICIDADE

+ SUPER CANAIS

Você tem alguma dica ou sugestão para o Planet Vet?

PUBLICIDADE
>