China retira pangolins da lista de animais usados na medicina tradicional

Foto: web

No dia 9 de Junho, a China removeu os tônicos e drogas feitos com partes de pangolins da sua lista oficial de tratamentos da medicina tradicional. Como informou a AFP, o anúncio foi feito poucos dias após o país incluir o animal na lista de espécies protegidas legalmente por estarem em risco de extinção.

Desde o início da pandemia de Covid-19, os pangolins ganharam popularidade por ser uma das espécies que podem ter servido de hospedeira e contribuído para o surgimento do novo coronavírus. Estudos indicam que o consumo desses animais e dos morcegos teriam levado ao desenvolvimento do Sars-CoV-2. 

De acordo com a AFP, o pangolim é o mamífero mais traficado do mundo e são vendidos a preços altíssimos no mercado ilegal. Isso acontece porque as partes do animal são usadas na medicina tradicional chinesa para a elaboração de tônicos e soluções utilizadas no tratamento de diversos problemas de saúde.

Nos últimos meses, a China também proibiu a venda de animais silvestres para alimentação, citando o risco de doenças se espalharem para os seres humanos. Ainda assim, o comércio permanece legal para outros fins, como pesquisas científicas.

Fonte: Revista Galileu

COMPARTILHE
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on telegram
Telegram
Share on email
Email
COMENTÁRIOS

Seu e-mail não será publicado. Os comentários abaixo não representam a opinião do site Planet Vet. As mensagens são de responsabilidade de seus autores. Caso encontre algo errado faça uma denúncia através do formulário de contato.

PUBLICIDADE

+ SUPER CANAIS

Você tem alguma dica ou sugestão para o Planet Vet?

PUBLICIDADE
>