Policiais resgatam dezenas de espécies protegidas do tráfico

Policiais da Indonésia descobriram centenas de espécies de animais protegidos em Jacarta sendo comercializadas nos mercados da região e online.

Os animais incluem aves, como a cacatua de crista amarela, pássaros nori de cabeça vermelha, estorninhos de Bali e estorninhos brancos. Havia também lóris lentos, uma espécie de primata asiático noturno que possui grandes olhos redondos.

Reprodução/Jetta Images

Reprodução/Jetta Images

Segundo os oficiais, cada um dos animais deve valer dezenas de milhões de rupias no mercado negro. Em agosto, o The National revelou que o comércio de aves no país está levando várias espécies à extinção.

Jacarta já é conhecida como um grande ponto para o comércio de aves, com três mercados, incluindo um no leste da cidade, que é o maior do país.

Reprodução/Jetta Images

Reprodução/Jetta Images

Sob a Lei de Conservação da Indonésia, o comércio de animais silvestres protegidos pode gerar uma pena de até cinco anos de prisão e multa de 100 milhões de rúpias, informou o Daily Mail.

Nota da Redação: O comércio de animais explora várias espécies de maneira cruel e impiedosa em nome do lucro. As espécies silvestres são arrancadas de seus habitats e negociadas como se fossem objetos que passarão o resto de suas vidas em cativeiro. Os animais não foram feitos para entreter seres humanos e merecem respeito. É preciso que os seres humanos tenham compaixão para que todas as espécies sejam preservadas e vivam harmonicamente.

Fonte: Anda

, , , ,