Paz na guerra: homem cuida de mais de 100 gatos abandonados na Síria

Quem gosta de cães e gatos cuida muito bem de seus companheiros peludos, não apenas verificando se eles têm comida e água suficientes, mas provendo brinquedos, carinhos e um local confortável. Infelizmente, acontecem certos eventos que forçam os tutores a abandonar seus companheiros animais. Na Síria, a guerra fez muitas pessoas fugirem do país para buscar refúgio, e nem toda família teve a chance de trazer os animais.

O que acontece com os inocentes que são deixados para trás? No que diz respeito aos gatos, muitos deles estão sendo cuidados por Mohammad Alaa Aljaleel, conhecido como “o homem dos gatos de Aleppo”. Atualmente, Aljaleel cuida de mais de 100 gatos abandonados. Em seu santuário improvisado, ele fornece comida, apoio emocional e até mesmo manda fotos dos gatos para seus saudosos tutores.

Antes da Guerra, Mohammad trabalhava como eletricista. Agora, ele dirige ambulâncias em Aleppo, resgatando pessoas e animais necessitados. O sírio declarou que não pensa em deixar o país, porque não pretende abandonar os animais.

“Uma vez que todos deixaram o país, inclusive meus amigos, esses gatos se tornaram meus amigos”, afirmou. “Alguém que tem em seu coração misericórdia dos seres humanos, tem misericórdia de todos os seres vivos”.

Fonte: Anda

, , ,