Pássaro raro com bico comparado a marfim se torna novo alvo de caçadores

Existe um pássaro cujo bico de “marfim” vale três vezes mais do que o marfim das presas de elefantes. Por isso, não é nenhuma surpresa que a espécie esteja sob constante ameaça de caçadores que procuram lucrar à custa de suas vidas.

O Rhinoplax vigil, também conhecido como calau-de-capacete, é uma espécie incrível encontrada na Malásia e na Indonésia. Alguns se referem a estas aves como “agricultoras da floresta” porque depois de ingerirem frutas e nozes, elas espalham as sementes no meio ambiente por meio de seus excrementos.

O que diferencia a espécie é o pedaço sólido de queratina na parte superior de seus bicos e crânios (também chamados de cascos) que podem ser responsáveis por até 11% do peso da ave. São esses cascos que ameaçam cada vez mais as aves assassinadas por caçadores.

De acordo com a BBC, 1111 rhinoplax vigil foram confiscados de contrabandistas apenas na província de Kalimantan, na Indonésia,entre 2012 e 2014. Infelizmente, o pesquisador Yokyok Adiprakarsa estima que cerca de seis mil indivíduos da espécie são mortos anualmente.

O casco das aves é muitas vezes chamado de “marfim.” Como as presas de elefantes ou marfins de chifre de rinoceronte, o casco é considerado bonito e perfeito para produzir bijuterias, esculturas e outros objetos de consumo, informou o Care2.

Segundo a BBC, o “marfim” das aves vale cerca de £ 4000 por quilograma, o triplo das presas de elefantes. Da mesma forma que elefantes, rinocerontes e muitos outros animais, para os caçadores, os rhinoplax vigil são mais valiosos mortos do que vivos. Porém, a ave não parece ganhar tanta atenção quanto os animais de maior porte.

A perda de habitat também ameaça os  rhinoplax vigil .Com a demanda por óleo de palma em todo o mundo, os habitats da espécie, nas florestas tropicais da Ásia, são invadidos.

O problema é tão grave que a Lista Vermelha de Espécies Ameaçadas da União Internacional para a Conservação da Natureza (IUCN) afirma: “Este hornbill espetacular foi reclassificado de Quase Ameaçado para Criticamente em Perigo devido à pressão da caça severa por seu casco e da perda de habitat devido às explorações madeireiras e agrícolas”.

“A pressão de caça deve aumentar e se espalhar por causa do valor atribuído ao ‘marfim’ da espécie no comércio”, adicionou a IUCN.

Pelo menos, a Indonésia está pedindo mais apoio internacional na CITES para aumentar a colaboração em relação à aplicação da lei para os rhinoplax vigil e reduzir a caça e o contrabando das aves.

Fonte: Anda

, , ,