Mais de 103 mil filhotes de tartaruga-marinha nascem no Golfo do México

Os filhotes são da espécie tartarugas-de-kemp, a única do Golfo do México e a menor espécie de tartaruga-marinha. A notícia dos nascimentos foi divulgada nesta terça-feira (30) pelo governo mexicano.

Mais de 103 mil filhotes nasceram de mais de 15 mil ninhadas

Os filhotes de tartaruga nasceram em áreas protegidas no México (Foto: AFP)

Os filhotes de tartaruga-marinha correspondem a mais de 15 mil ninhadas, registradas somente nesta temporada. Os ovos eclodiram aos 58 dias, de acordo com um comunicado da Comissão Nacional de Áreas Nacionais Protegidas do México (Conanp), que administra um santuário e três campos de tartarugas onde vigiam os ovos espalhados.

Conforme a comissão, quando as tartarugas nascem medem entre 42 e 48 milímetros de casco e têm de 32 a 44 milímetros de largura, com peso de 15 a 20 gramas.

As tartarugas filhotes possuem uma espécie de reservatório de alimentos em seu saco vitelino, o que lhes permite se alimentar por até três dias enquanto caminham para chegar ao mar.

“Devem ser liberados de maneira imediata para que não gastem suas reservas desnecessariamente e possam chegar às correntes que os protegerão e levarão aos lugares onde passarão sua etapa juvenil”, disse a Conanp.

Assim que os ovos eclodem, os filhotes nadam de 48 a 72 horas dentro do mar até alcançar as correntes.

“Nadam o mais rápido que podem, dirigindo-se para oeste do Golfo do México para alcançar as correntes onde se alimentarão e crescerão”, explicou a entidade.

Fonte: Anda

, , ,