Jogador de futebol americano é afastado do time após quebrar mandíbula de cachorro

O jogador de futebol americano do Missouri State, Breck Ruddick, foi afastado do time após quebrar a mandíbula de um cachorro. O atleta estava cuidando do animal para uma amiga e o agrediu.

Segundo o time, o jogador teve “conduta prejudicial para a equipe” e é acusado de abuso contra animais. Por isso, ficará sem jogar enquanto as investigações sobre o caso não forem concluídas, de acordo com comunicado oficial.

As acusações contra Ruddick foram feitas em um post no Facebook por Shelby Filbeck, uma amiga da dona do animal. Ela disse que a amiga confiou Luca, um cão da raça Australian Shepperd, ao jogador.

“Ele era alguém em quem ela confiava, que já conhecia o animal. Ela nunca esperou que isso aconteceria. Ninguém esperava que ele pudesse ficar tão irritado e ter um ataque de fúria contra um cachorro tão doce, a ponto de acertar o maxilar dele, não só uma, mas três vezes”, escreveu

Ainda segundo o relato da jovem, após a agressão, Breck deixou o cãozinho na rua e o deixou fugir sangrando muito. O jogador, então, disse à tutora do animal, Katie Riggs, que Luca havia apenas fugido. Katie passou a noite procurando pelo cachorro.

No dia seguinte, uma outra mulher postou uma foto de Luca no Facebook. Katie entrou em contato e foi informada de que o cão havia sido encontrado coberto de sangue em um estacionamento, mas que estava na casa da mulher, sob os cuidados dela. Katie, então, buscou o animal e o levou ao veterinário, que informou que o maxilar de Luca havia sido quebrado e ele precisaria de cirurgia. Segundo a amiga de Katie, Shelby, os danos eram muito graves.

“Luca entrou para cirurgia onde foi constatado que os ossos de seu maxilar foram destruídos. Ele teve 6 dentes retirados, não pode mais comer comida sólida e terá que seguir uma dieta com base de aveia. Esta história me faz mal. Eu amo o meu cachorro mais do que qualquer coisa no mundo e eu não posso nem imaginar o que Katie está passando. Nenhum animal merece ser tratado desta maneira, e nenhum ser humano deve ser capaz de ferir um animal indefeso a este ponto. Breck foi descuidado e insensível. Por favor, orem por este doce cachorro e sua tutora”, escreveu.

Após o post de Shelby, uma petição online exigindo a remoção de Ruddick do time de Missouri foi criada. Mais de 16 mil pessoas já assinaram.

Em entrevista ao jornal “Daily Mail”, um representante do time em que Breck Ruddick joga disse que a investigação das acusações são uma “prioridade para a universidade e seu programa de futebol”.

“O escritório de conduta está coordenando uma investigação e, caso seja comprovada, será tomada uma medida disciplinar. Vai ser imediata, completa e justa”.

Katie Riggs, tutora de Luca, confirmou o relato escrito pela amiga, mas disse que não poderia comentar mais por causa de uma possível ação judicial.

“Me desculpe, eu não estou disposta a compartilhar essa informação até que eu comece todo o meu caso em conjunto com o controle de animais. Eu não quero fazer nada que possa comprometer a cooperação do agressor. A Polícia de Springfield se recusou a lidar com a situação e me encaminhou diretamente para o controle animal”, ela disse em entrevista à “KY3”.

O jogador não se pronunciou sobre o assunto. Após o tratamento, Luca passa bem.

Fonte: Extra

, , ,