Explorações de petróleo e gás prejudicam espécies marinhas

Os grupos ambientais ligados ao governo Obama tem alertado sobre os perigos que as explorações offshore de petróleo e gás representam para baleias e golfinhos, o que poderá minar o compromisso do presidente de tentar frear os problemas causados pelas alterações climáticas.

Barack Obama, que recentemente chamou o aquecimento global de uma “ameaça existencial genuína”, tem conquistado o apoio de ambientalistas que elogiam sua liderança. Porém, os aliados de Obama estão cada vez mais frustrados com a exploração de combustíveis fósseis aprovada pelo governo federal.

As explorações de petróleo e gás em todo o Golfo do México serão leiloadas para empresas de combustíveis fósseis. Um total de 218.94 acres, cerca do dobro do tamanho da Califórnia, será oferecido para locações em águas federais até o final do próximo ano, com posterior locação planejada pelo governo em um novo programa de cinco anos.

Em oposição a isto, manifestantes invadiram o Federal Bureau of Ocean Energy Management, em Nova Orleans, na última terça-feira (23), exigindo o cancelamento das vendas  devido à sua relação com alterações climáticas e com o tipo de inundação que devastou grande parte de Louisiana. Vários manifestantes foram presos.

“Milhares de derramamentos de petróleo e condições meteorológicas extremas criam turbulência para inúmeras pessoas. O que mais vai convencer o governo Obama a parar de sacrificar o Golfo em nome dos interesses de combustíveis fósseis?”, questionou Anne Rolfes, diretora do Louisiana Bucket Brigade.

O Centro de Diversidade Biológica também se mostrou contrário às perfurações offshore e divulgou um relatório que revelou que a queima de todos os combustíveis fósseis no Golfo do México iria liberar 32.8 toneladas de dióxido de carbono na atmosfera.

Fonte: Anda

, , , ,