Estudante inglesa viaja para Grécia para adotar cadela que a salvou de estupro

Georgia Bradley estava passeando em uma praia na Grécia quando foi abordada por dois homens, que a agrediram assim que ela recusou as investidas dele. A estudante inglesa de 25 anos foi salva por alguém que ela não esperava: uma cadela que andava por ali e começou a latir, afugentando os rapazes.

“Eu decidi andar na praia e esses dois gregos ficavam me assediando, perguntando se eu não tomaria um drink com eles. Eu só dizia que não”, afirmou a jovem, que tinha acabado de deixar seu namorado em um café perto do local onde tudo aconteceu. “Depois da recusa, um deles me pegou pelo braço e eu sabia o que ia acontecer. Estava sozinha e foi um momento difícil e assustador”, contou.

Georgia acredita que o animal deve ter sentido que havia alguma coisa errada e “a salvou”. Depois do incidente, a cachorrinha seguiu a estudante até o apartamento onde ela estava hospedada e Georgia sentiu que elas tinham uma forte ligação. A jovem acredita que Pepper, como ela chama a cachorra, foi abandonada e passava seus dias perambulando por Creta.

“Todas as noites nós a víamos andando e passando por restaurantes, pedindo atenção para os turistas”, contou Georgia. “Porém toda vez que nós chegávamos perto dela, ela não nos deixava tocar nela. Ela era doce, mas ficava muito assustada quando alguém tentava tocá-la”, disse.

Georgia Bradley tentou que o animal fosse para um abrigo, mas não teve sucesso. A estudante teve que voltar para casa em Calstock, Cornwall. “Quando fomos para o aeroporto, Pepper correu atrás do nosso carro. Foi de partir o coração”, relembrou. “Quando eu cheguei em casa, simplesmente não podia parar de pensar nela. Peguei o primeiro voo disponível, duas semanas depois”, disse.

A estudante inglesa encontrou Pepper na mesma praia e desde então elas não se separaram mais. Ela foi vermifugada e tomou as vacinas e tirou um “passaporte animal”. Ficou 21 dias em quarentena e depois foi confirmado que ela poderia viajar para Inglaterra. Ah, e para completar a história Pepper estava grávida e deu à luz seis filhotinhos. “Foi uma jornada insana, mas estou muito feliz. Pepper se adaptou brilhantemente”, afirmou Georgia.

Fonte: Vígula

, , ,