Cadela resgatada luta para ganhar o amor de seu “primo” felino

Sabe aquela coisa de gostar realmente muito de alguém e, por algum motivo, essa pessoa não dar a mínima para você? É justamente por essa situação que Pippy, uma cadela resgatada, está passando, mas com o gatinho de sua família.

Pippy é completamente apaixonada por Pooh, um gato resgatado que pertence à irmã da mãe humana da cadelinha. Ela faz de tudo para ser notada pelo primo felino, o seguindo por onde ele vai, cutucando com o nariz e até latindo para ele, mas nada parece dar muito certo.

A cadela, junto com mais duas irmãs, enquanto ainda filhote viva em um lugar onde o nível de mortes era bem alto e provavelmente entraria para essa lista caso uma organização de resgate em Washington, DC, Estados Unidos, chamada Homeward Trails, não tivesse ido salvá-la.

Danielle Skinner conheceu Pippy em uma feira de adoção e logo se apaixonou. Ela tinha apenas 5 meses de idade. A cadela foi viver com sua nova mamãe na Virgínia, porém, ela começou a apresentar problemas de ansiedade e estava arisca com estranhos.

Ao conhecer o gatinho da irmã de sua mãe, Pippy ficou simplesmente obcecada pelo animal. (Foto: Reprodução / Danielle Skinner / Stephanie Skinner)

Ao conhecer o gatinho da irmã de sua mãe, Pippy ficou simplesmente obcecada pelo animal. (Foto: Reprodução / Danielle Skinner / Stephanie Skinner)

Então, em uma visita a Pensilvânia, Pippy conheceu Pooh, o gatinho da irmã de sua nova mamãe. O primeiro encontro entre os animais não foi tão bem. Pippy estava na coleira e o gato no colo de sua tutora, mas mesmo assim Pooh ficou apavorado com a cadela latindo e pulando muito.

Pippy então pareceu ter percebido que não causou uma boa primeira impressão e tentou outra tática: ela deitou-se no chão na frente de Pooh, choramingando e olhando para ele. Isso até funcionou, mas Pooh não deu muito atenção para a cadela e ela passou a persegui-lo por todos os lugares que ele andava.

A cadela queria seguir o gato o tempo inteiro. (Foto: Reprodução / Danielle Skinner / Stephanie Skinner)

A cadela queria seguir o gato o tempo inteiro. (Foto: Reprodução / Danielle Skinner / Stephanie Skinner)

Pippy voltou com sua mamãe para a Virgínia, mas elas estão sempre visitando a família e o gatinho pelo qual a cadela se apaixonou. E sempre que eles se encontram é a mesma coisa, Pippy está sempre atrás de Pooh onde quer que ele vá.

O único local seguro para o gato é o porão. Quando Pooh está lá a família mantém a porta do local fechada para que ele consiga descansar sem que Pippy fique lhe perseguindo. É um amor que às vezes deixa o gatinho sufocado, ela gosta de saber onde ele está e o que ele está fazendo em todos os momentos.

Pippy estava apaixonada pelo gato Pooh e queria estar sempre perto dele. (Foto: Reprodução / Danielle Skinner / Stephanie Skinner)

Pippy estava apaixonada pelo gato Pooh e queria estar sempre perto dele. (Foto: Reprodução / Danielle Skinner / Stephanie Skinner)

Todos imaginavam que a relação dos dois seria assim para sempre. Porém, durante uma das visitas de Pippy, ela conseguiu entrar no porão sem ninguém ver e, quando os dois animais foram encontrados juntos, ao contrário do que todos imaginavam, eles estavam sentados, um do lado do outro, de forma bastante tranquila.

Então, Pooh se aproximou de Pippy, a cheirou e depois rolou de costas, mostrando que ele finalmente estava confortável com ela. Pippy não sabia o que fazer, mas parecia que não queria estragar o momento, então ela apenas ficou muito quieta e deixou Pooh se movimentar ao seu redor.

Com o tempo, Pooh acabou se acostumando com o jeito de Pippy e permitiu que ela ficasse ao seu lado. (Foto: Reprodução / Danielle Skinner / Stephanie Skinner)

Com o tempo, Pooh acabou se acostumando com o jeito de Pippy e permitiu que ela ficasse ao seu lado. (Foto: Reprodução / Danielle Skinner / Stephanie Skinner)

A partir de então, o gato Pooh sempre permite que a cadelinha fique um tempo com ele e, quando ela parece não lhe dar atenção suficiente, o gato a chama miando ou balançando algum brinquedo na frente dela.

Porém, Pooh ainda gosta de deixar bem claro para Pippy quem é que manda. Afinal, ele é um gato.

Fonte: Portal do Dog

, , , ,